Seja bem vindo!

A palavra em harmonia com o divino, edifica o mundo... Acredito na palavra que promove união, compaixão, amizade, amor e gratidão...

sábado, 25 de maio de 2013

Serviço

O momento de reflexão não escolhe o momento: acontece!
E assim foi, em um momento inusitado, me foi ofertado um pequeno papel que era parte de uma folhinha. Para ser mais claro, fazia parte de um calendário e trazia uma piada. Não me lembro da piada. Lembro-me do momento e do sorriso da discípula que me ofertou o texto na sala Jeremias.  
Em sílabas a palavra serviço estava dividida.  Jamais havia visto aquela palavra daquela forma, separada em sílabas e mostrando-me toda a complexidade do Ser e quão é importante ser viço. A inquietude ou a epifania, como afirma minha amiga Marta Godoy, se fez naquele instante. Parti para uma última aula em outra turma mas a reflexão continuou revirando meus pensamentos. Na turma Débora, com a ajuda obstetra de um pincel e um quadro, aconteceu o parto. 
Um poema reflexivo filho de Jeremias e Débora tutorado por mim, nasceu: SERVIÇO.
Pequeno e forte, já nasceu berrando e exigindo atenção e com todo o viço brinca, circula e questiona todo o meu Ser à procura dos meus serviços ao Ser.
Compartilho-o sem a intenção de que este poemeto menino, viçoso, despretensioso possa brincar em suas mentes  e tecer aventuras com o seu pensamento.


Serviço


Para servir
É preciso
O Ser viço

Para Ser
É preciso
O serviço






Zema/24.05.13

Nenhum comentário:

Postar um comentário