Seja bem vindo!

A palavra em harmonia com o divino, edifica o mundo... Acredito na palavra que promove união, compaixão, amizade, amor e gratidão...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Inquisição






Enforquei nossas vozes
condenei  nossos beijos
separei nossos carinhos.

Decapitei a emoção
e a ostentei no peito
mostrei minha cara !

Entre a indiferença e a ironia,
o odor fétido
de minhas entranhas
queimou-me.

Inchei minha língua,
construí  ferrões,
provei de meu lodo.

Entre a falsidade e a morte, 
cristalizei o nunca,
criei o jamais.

No esgoto blasfemei
teu nome,
turvei minhas raízes,
uivei !


Vomitei ira e desprezo
e desvelei o que sou.
Salvei-te de mim!

Ladrei no vazio,
não rompi o nada,
fui comum.


Na terceira eternidade,
destilada a chuva nova,
meu corpo exalará
perfume.








Um comentário:

  1. Esse não conhecia, José. Bom ver novidades suas.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir